segunda-feira, 20 de maio de 2013

Adopção por casais homossexuais

Sinceramente não percebo quem é contra a adopção de crianças por casais do mesmo sexo... juro que não! Creio que é uma win win situation, quer para o casal, que deste modo poderá ver cumprido o sonho de criar uma criança, quer para o adoptado, que assim encontra uma família que lhe poderá dar o afecto e a atenção que merece, quer para o Estado, que poupa recursos financeiros e trabalho na educação destas crianças e evita problemas futuros de uma má inserção destas pessoas na sociedade.

O único grupo social a quem esta medida não agrada é o grupo dos homofóbicos/preconceituosos, que falam em valores tradicionais e em amoralidades, mas não se iludam... uma criança é sempre melhor criada num ambiente familiar do que num orfanato! Fala-se na hipótese falaciosa dos adoptados porem vir a emular os comportamentos "desviantes" dos pais, quando isso não é verdade, pois a Homossexualidade não é uma escolha, mas sim algo inscrito no ADN dos indivíduos. Fala-se de traumas que poderão ser infligidos às crianças pelo peso da tradição e da suposta "normalidade" social, mas qualquer pessoa perceberá que a partir do momento em que esta situação se tornar banal, também a reação adversa a ela tenderá a desaparecer ou a diminuir drasticamente. Veja-se o caso do Voto feminino, também contestado pelo setor tradicionalista/machista da sociedade dos inícios do século XX... ao princípio estranhou-se e depois entranhou-se, sendo que hoje em dia é impensável retirarem este direito de cidadania às mulheres. 

O caminho faz-se caminhando, e algum dia terá de ser levantada esta injustiça social, pois as pessoas homossexuais são cidadãs como qualquer um de nós, com direitos e deveres perante a sociedade, cuja regulação deves ser feita de forma justa por um Estado democrático de Direito.

1 comentário:

  1. A adopção colorida serve muitos interesses excepto o das crianças.

    ResponderEliminar